Av. Marechal Floriano Peixoto, 7135 – Hauer        (41) 3276-5834         (41) 99888-4646
Av. Marechal Floriano Peixoto, 7135 – Hauer        (41) 3276-5834         (41) 99888-4646

Quais os EPIs utilizados na área de saúde?

A utilização do Equipamento de Proteção Individual (EPI) é fundamental em diversos tipos de funções. Na área da saúde, por exemplo, o EPI é obrigatório para o desenvolvimento das atividades dentro de um ambiente hospitalar.

Proteção, higiene e segurança, são alguns dos motivos que mostram a importância do uso de equipamentos especializados em procedimentos cirúrgicos, bem como demais atividades do dia a dia de um hospital, clínica ou unidade de atendimento.

Outro grande motivo que destaca a importância do uso adequado do EPI na área de saúde é a prevenção contra infecções, bem como contaminações, dada a exposição a vírus, por exemplo. Esse é um tema tão sério que também é tratado na Norma Regulamentadora 6 (NR6) – que diz respeito ao uso de equipamentos de proteção individual nas mais diversas atividades.

Quais os EPI’s utilizados na área de saúde?

O tipo de equipamento utilizado no dia a dia para garantir segurança ao trabalhador varia de acordo com a profissão. Por isso, existem equipamentos característicos do setor de saúde e que podem ser encontrados em hospitais, pequenas unidades de atendimento, clínicas e outros locais.

Um dos exemplos de EPI da área de saúde é a luva. Esse equipamento é utilizado em praticamente todos os procedimentos dentro de um hospital. A principal função das luvas é diminuir a chance de contrair infecções. Existem dois grandes grupos de luvas que são utilizadas: estéreis e não estéreis. O primeiro grupo são as luvas estéreis e são mais indicadas para cirurgias e procedimentos mais robustos, onde é imprencisdível que não haja contaminação. Já as luvas não estéreis são utilizadas em procedimentos mais simples.

O famoso avental de PVC também é um item comumente utilizado no ambiente de um hospital. Ele tem como função proteger a pessoa contra acidentes envolvendo agentes corrosivos, por exemplo. Além disso, em tempos de pandemia, mostrou-se muito útil para proteger profissionais da saúde na linha de frente, pois esse avental diminui a exposição direta ao vírus.

A máscara já era um importante EPI na área da saúde, mesmo antes da pandemia. Esse equipamento tem como função diminuir o risco de contrair e transmitir doenças por meio das vias nasal e oral, além de combater acidentes de risco biológico. A manipulação de substâncias tóxicas exige máscaras com filtro químico, enquanto que as do tipo PFF2/N95 são as mais indicadas para doenças específicas e exposição aos vírus.

Os vírus também podem atacar o organismo pelo contato com os olhos, por isso, o uso de óculos de proteção é essencial para diminuir esse risco. Com lentes incolores e material adequado para não prejudicar a visão dos profissionais de saúde no longo prazo, esse foi outro equipamento que mostrou ser ainda mais essencial em tempos de pandemia.

A touca também é um equipamento importante em procedimentos corriqueiros do dia a dia na área de saúde. Ela evita que haja contaminação por meio dos cabelos e cabeça. Além disso, é essencial para evitar problemas como a queda de cabelo, por exemplo, que pode ser algo desagradável em situações envolvendo procedimento cirúrgicos.

Por fim, vale destacar o uso de sapatos fechados. Esse equipamento será muito útil no caso de ambientes com muita umidade ou relativa quantidade de material infectante no chão. Com isso, os sapatos fechados evitam contaminações e acidentes envolvendo chão escorregadio.

Portanto, para realização dos procedimentos clínicos e hospitalares em uma unidade de saúde, sejam eles de grande ou pequeno porte, é imprescindível o uso de Equipamentos de Proteção Individual. Sem esse tipo de equipamento, tanto o procedimento em si seria prejudicado como o próprio paciente e os profissionais de saúde envolvidos. Tamanha a importância do EPI, que são previstos pelas normas regulamentadoras e a negligência quanto ao assunto pode gerar graves consequências para os envolvidos.

Curso de Técnico em Enfermagem do CEAP-PR

Preparar o aluno para desenvolver atividades de saúde com excelência, qualidade, segurança e permeando valores éticos e morais é a principal missão do Curso de Técnico em Enfermagem do CEAP-PR. O curso foi desenvolvido para cobrir toda a formação teórica necessária e com a devida parte prática visando a familiaridade do aluno com a futura profissão.

A formação dura 24 meses, as turmas disponíveis são nos horários da manhã ou noite e a próxima turma tem data de início em 27 de abril.

Para mais informações, é só clicar aqui.

Artigos Relacionados

Quais os cuidados com o material perfurocortante?

Os materiais perfurocortantes fazem parte do cotidiano dos profissionais que atuam na área da saúde. Eles são importantíssimos para o bom desenvolvimento dos seus trabalhos. E para evitar qualquer acidente,...

O que é anotação de enfermagem e como fazê-la?

Fundamental para o desenvolvimento da Assistência de Enfermagem, a anotação é um recurso importante e indispensável para profissionais e pacientes. É um registro de informações, organizado cronologicamente para acompanhar o...

Atribuições do Técnico em Enfermagem na enfermagem geriátrica

Quando o idoso começa a apresentar sinais de perda de autonomia, com dificuldades para realizar atividades básicas do dia a dia, tem início também a preocupação dos familiares em suprir...

Deixe um comentário!