Av. Marechal Floriano Peixoto, 7135 – Hauer        (41) 3276-5834         (41) 99888-4646
Av. Marechal Floriano Peixoto, 7135 – Hauer        (41) 3276-5834         (41) 99888-4646

Cuidados de enfermagem com a Terapia Intravenosa

A Terapia Intravenosa (TI) consiste em um procedimento manual de administração de substâncias (como soluções medicamentosas, fluidos, sangue) diretamente na corrente sanguínea. Por ser um método intravenoso sua resposta é mais rápida e mais eficaz que o método tradicional via oral.

As razões mais comuns para a TI são: reposição de fluidos e eletrólitos; administração medicamentosa, incluindo quimioterapia e anestésicos; administração de sangue e/ou hemoderivados; reposição nutricional.

Para a realização deste procedimento são necessários profissionais altamente qualificados em todos os processos terapêuticos, desde o planejamento e avaliação do paciente até a efetiva execução. Eles estarão envolvidos diretamente na escolha de materiais (como cateteres) e seleção adequada das veias, contribuindo para o maior conforto possível do paciente. É fundamental a preparação e adequação de toda a equipe de profissionais de saúde, para garantir a qualidade de assistência fornecida.

Quanto aos cuidados de enfermagem com a Terapia Intravenosa, é essencial que o profissional de saúde mantenha um diálogo direto com seu paciente, sempre explicando a importância dos procedimentos e como eles funcionam, para que os cuidados durante o tratamento sejam facilitados.

Por se tratar de um procedimento invasivo, complicações podem acontecer, e por isso é preciso avaliar as condições do paciente quanto ao procedimento, sabendo se está de acordo com o método e se compreende os cuidados necessários. Além disso, é necessário um monitoramento constante ao longo de todo o tratamento, checando se o local está limpo e seco e se a linha IV está o mais reta possível, para evitar futuros bloqueios.

Também é muito importante monitorar as taxas de infusão e controlar o gotejamento, para realização efetiva da terapia. E para evitar possíveis erros de medicação, é necessário sempre checar a identificação dos rótulos e frascos usados no tratamento, bem como a dosagem e validade dos mesmos. Como a terapia intravenosa é um procedimento relativamente comum em pacientes hospitalizados, estes e outros cuidados devem ser levados em consideração a fim de diminuir os possíveis riscos inerentes à TI. Estas estratégias de assistência à enfermagem devem ser constantemente incentivadas por meio de políticas institucionais.

Tendo em vista que diversos problemas podem ocorrer durante o curso do tratamento, é necessário que o profissional de saúde esteja atento a todas as possíveis adversidades, e apto a supervisionar diretamente todas as etapas e, também, orientar a equipe.

Pensando nisso, o Centro de Educação Profissional Anisio Pedrussi (CEAP-PR) oferece o Curso de Aperfeiçoamento em Terapia Intravenosa. No curso o aluno será preparado para dominar os conceitos metodológicos da Terapia Intravenosa, como: saber os principais cuidados e melhores práticas da enfermagem, administração in bolus e infusão, entender possíveis complicações.

E assim, estar altamente qualificado para a realização do procedimento. O curso é formado por turmas de até 10 alunos por professor, para personalizar o aprendizado e maximizar o aproveitamento dos alunos.

Saiba mais aqui.

Artigos Relacionados

Quais os cuidados com o material perfurocortante?

Os materiais perfurocortantes fazem parte do cotidiano dos profissionais que atuam na área da saúde. Eles são importantíssimos para o bom desenvolvimento dos seus trabalhos. E para evitar qualquer acidente,...

O que é anotação de enfermagem e como fazê-la?

Fundamental para o desenvolvimento da Assistência de Enfermagem, a anotação é um recurso importante e indispensável para profissionais e pacientes. É um registro de informações, organizado cronologicamente para acompanhar o...

Atribuições do Técnico em Enfermagem na enfermagem geriátrica

Quando o idoso começa a apresentar sinais de perda de autonomia, com dificuldades para realizar atividades básicas do dia a dia, tem início também a preocupação dos familiares em suprir...

Deixe um comentário!